Policial > 11/05/2010
Está preso em Prado homem que comandou chacina em 2007
Lourival Macedo ficou 2 anos e 11 meses foragido e foi preso em Porto Seguro pela polícia militar. Gó, como é conhecido, enfrentará o promotor Wallace Carvalho em júri popular.
por Márcio Hacker

Policiais Militares do 8º batalhão de Porto Seguro prenderam na última segunda-feira (10), Lourival Cruz de Macedo, 30 anos, foragido desde 2007 da justiça de Prado. 

Lourival, mais conhecido como Gó, assassinou no dia 03 de junho de 2007, o ajudante de açougueiro, Evilázio da Silva Alexandrino, 46 anos, e sua enteada, Regiane Francisco Santana, 21. A casa onde as vítimas moravam no bairro São Brás foi invadida por Gó e seus comparsas, “Daniel Satan” e Elias Souza, mais conhecido por “Juninho”. Juntos, os assassinos arrombarem a janela da cozinha e começaram a matança tentando assassinar a esposa de Evilázio, que foi atingida no braço por um golpe de faca, e em seguida assassinado Evilázio com vários golpes de faca e facão. Regiane, que dormia no quarto ao lado com o bebê de 11 meses, gritava por socorro foi morta com vários golpes de faca. Apenas a esposa de Evilázio e o bebê de 11 meses saíram vivos do local.
 
   
 
Quatro dias após o crime, Almir Fernandes dos Santos, delegado de Prado na época dos fatos, conseguiu, com sua equipe, elucidar o crime e, descobriram que além de Gó, Juninho e Daniel Satan, outras duas mulheres ajudavam os assassinos, vigiando os arredores da casa. Vera Lúcia Macedo de Jesus (irmã de Gó), Valdirene “Negona” e Daniel Satan foram presos no dia 07 de junho.
 
Denunciados pelo promotor Wallace Carvalho, Vera Lúcia e Valdirene foram julgadas, condenadas e estão presas no conjunto penal de Teixeira de Freitas. Daniel Satan, menor na época dos fatos, foi transferido para Salvador onde ficou por 3 anos em uma instituição para menores. Apenas Elias, o “Juninho”, continua foragido.
 
 
Além do duplo assassinato, Lourival confessou ter matado um desafeto de pré-nome Márcio, também no Prado, e disse ter matado outro homem no Espírito Santo.
 
O promotor de Prado, Wallace Carvalho, esteve na delegacia de polícia civil de Porto Seguro nesta segunda-feira (10) e trouxe Gó para a delegacia de Prado com o reforço da guarnição de polícia militar composta pelo Tenente Samuel Santa Bárbara e dos soldados Jeferson Mota, Jackson Mota e Gustavo.
 
   
 
 
Julgamento
 
 
Gó irá a júri popular e o julgamento do assassino de Evilázio e Regiane promete ser um dos mais esperados da história do Prado. Na época do crime, o duplo assassinato chocou a população de Prado pela brutalidade e foi notícia em todo o estado da Bahia através das redes de TV que estive na cidade. A notícia foi muita acessada em outros países através da internet, através do site Prado Notícias que na época imperava sozinho no segmento de site de notícias.
 
   
 
Falando com a nossa reportagem o ex-delegado de Prado, Almir Fernandes, hoje delegando em Itagibá, disse que recebe com satisfação a notícia da prisão de Gó. “olha Márcio, recebo com alegria essa notícia, pois na época do crime, nos vimos diante de um fato que chocou a comunidade de Prado e tínhamos que dar uma reposta imediata para sociedade. Fomos felizes, após 3 dias, três das cinco pessoas envolvidas foram presas, conseguimos chegar identificar os outros dois foragidos e o principal arquiteto desse crime brutal acabou sendo preso agora. Resultado do bom trabalho com a polícia militar. Estou longe do Prado mas, procuro sempre me manter informado sobre essa cidade que me acolheu muito bem quando estive aí como delegado” – afirmou Almir Fernandes.
 
Na próxima matéria traremos uma reportagem especial com o Promotor Wallace Carvalho falando sobre o crime, as prisões que já ocorreram, as condenações e a previsão para o júri de Gó.
Publicidade
Facebook TN
Publicidade Publicidade
Esporte
Política
Policial
Festas e Eventos
Educação
Turismo
Contatos para PUBLICIDADE
73. 9992 6468 (Vivo)
73. 9148 6298 (Tim)
© Copyright 2014 - Teixeira Notícias - Todos os Direitos Reservados