Policial > 31/03/2010
Itanhém: Vereadores são espancados pela polícia.
Fato ocorreu após a morte do policial da reserva conhecido por Sargento Borges
por Márcio Hacker

O município de Itanhém no extremo sul baiano viveu um cenário de praça de guerra na tarde desta terça-feira (30). A primeira morte por execução ocorreu por volta de 11:30, no km: 06 da BA 290, mais especificamente na 2ª ponte na saída de Itanhém para Medeiros Neto. O veículo Cross Fox (preto), onde estavam Paulo Sérgio Pinheiro, o “soldado Pinheiro” (PM) e Antônio Carlos Borges da Silva, o “Sargento Borges” (reserva), foi cercado por dois caminhões e jogados contra o barranco.

Segundo relatos, Borges que conduzia o veículo, foi executado com vários disparos e com 1 tiro de escopeta na cabeça. O soldado Pinheiro levou 1 tiro no queixo e 2 na cabeça, sobrevivendo milagrosamente a emboscada. O soldado está internado no hospital regional de Teixeira de Freitas sob forte escolta policial e seu estado de saúde é estável.
 
Outras 2 mortes ocorreram na localidade conhecida por “ladeira do bucho”, há cerca de 15 km do centro de Itanhém. Dois homens que estavam no veículo Gol (branco), foram executados possivelmente fora do carro. A polícia disse para nossa reportagem que encontrou os corpos ao lado do veículo que estava incendiado. Populares reconheceram um dos corpos como sendo de um taxista conhecido como “Branquinho” e até o momento ninguém informou se existe a ligação dos dois homens com a execução do policial da reserva.
 
Excessos:
O vereador Juarez Borges São Leão, disse para nossa reportagem que foi ao local onde aconteceu o fato porque ficou sabendo que seu irmão havia sofrido um acidente. O mesmo relata que para chegar na região onde aconteceu o fato, pediu carona para o também vereador Delzivan da Silva Gomes. Juarez relata que no local os policiais tentaram algemá-lo e que passou a ser questionado pela morte do Sargento. Retirando-se logo em seguida para a casa de sua filha que fica no centro da cidade.
Juarez disse que momentos depois, a policia invadiu a casa e que passou a apanhar muito. -“Eles chegaram já na estupidez dizendo que agente tinha matado o sargento. Eles chegaram na brutalidade, invadindo a casa, quebrando tudo”. – relatou Juarez.
   
Infelizmente a entrevista com Juarez teve que ser interrompida porque o estado de saúde do mesmo aparentava estar muito delimitado. A todo o momento o vereador vomitava sangue.  
Visivelmente abalado, o vereador Delzivan relatou em prantos o que passou.
- “sai da minha casa para dar informação e fui agredido para entrar na Ranger. Foram na casa de Juarez, entraram lá, e quando saíram colocaram ele na caçamba desmaiado. Passaram na casa do irmão do Juarez, arrombaram as portas lá e, a todo o momento, agredindo, agredindo. Na delegacia, colocaram agente em uma sala, chegaram outros policiais e eu levei essa pancada no rosto. Quando o delegado chegou, nós apelamos para a polícia civil e aí, normalizou, eles pararam”. – afirmou Delzivan falando ao Teixeira Notícias e o Jornal Expressão.
Motivação
Acreditasse que a execução do Sargento da Reserva tenha ocorrido por conta do assassinato do fazendeiro Luiz São Leão, pai do vereador Juarez, assassinato em 2007. O policial chegou a ficar preso juntamente com Cássio e Márcio Sena, filhos do fazendeiro Zenon Sena, suspeitos participação no assassinato do patriarca da família São Leão. As duas famílias têm uma rixa antiga por disputa de terras.

Até o momento nossa reportagem não conseguiu obter contato com o comandante da polícia militar de Itanhém para ouvir a versão da policia militar sobre os excessos cometidos.

 

Notícias relacionadas:

http://www.redeflecha.com.br/news/r_arquivos/noticias/noticias.html

Publicidade
Facebook TN
Publicidade Publicidade
Esporte
Política
Policial
Festas e Eventos
Educação
Turismo
Contatos para PUBLICIDADE
73. 9992 6468 (Vivo)
73. 9148 6298 (Tim)
© Copyright 2014 - Teixeira Notícias - Todos os Direitos Reservados